Surfshark
Astronomia no Zênite
Sistema Solar

Universo em escala

Sabemos que o Universo é enorme. Mas quão grande? Basta o nosso Sistema Solar, ou seja, uma ínfima parte desse Universo, para já percebermos que essa noção de grandeza nos escapa completamente. Nosso planeta, por exemplo, viaja ao redor do Sol a uma distância média de 150 milhões de quilômetros. Mas, sejamos francos, na nossa mente isso é apenas um número. 

Fazemos ideia do que seja um único “milhão de quilômetros”? Nós que, em nosso cotidiano, geralmente não nos afastamos mais que algumas dezenas de quilômetros de nossas próprias casas?

Também usamos o tempo para “medir” distâncias. Leva 4 horas para ir da cidade A para a B, por exemplo. Ou a luz do Sol leva oito minutos para chegar até aqui. Contudo, assim como temos dificuldade com as distâncias celestes, a luz é rápida demais para termos uma noção prática de sua velocidade.

Uma maneira de diminuir essa complexidade é construir modelos ou escalas. Eles podem ser tanto mentais (abstratos) quanto físicos (reais). E há várias maneiras de fazer isso. Nessa página trazemos algumas. Atreva-se a ampliar sua mente e abraçar a vastidão do Cosmos!

Astro-escala
Imagine os planetas no seu quarto. Ou pelas ruas da cidade. Construa um modelo do Sistema Solar em escala e adaptável a espaços pequenos, médios ou gigantes.

O Sistema Solar virtual
Gere um Sistema Solar sobre o mapa de uma região, estado ou país… E da próxima vez que você pegar a estrada pode transformar sua viagem num estimulante passeio cósmico!

O Sistema Solar em campo
E se pudéssemos colocar os planetas num campo de futebol, como eles seriam distribuídos? Uma escala de distância fácil e divertida de fazer.

O Sistema Solar no parque
Conheça um modelo de distâncias dos planetas instalado em um parque urbano no Nordeste. Uma inspiração para outros lugares ─ e uma caminhada ou passeio de bike muito especial.

Partindo de casa

O vídeo acima, um recorte do original de autoria de MORN1415, nos mostra outro exemplo de uma grandeza tantas vezes ignorada ou mal compreendida. Somente nossos sentidos e nossa experiência cotidiana não nos permitem perceber a esfericidade do planeta em que vivemos, nem seu real tamanho.

Tanto a maior montanha quanto a fossa mais profunda são ranhuras minúsculas no enorme globo terrestre. Qualquer bola que tomamos contato na vida, não importa o quão as achemos esféricas quando em nossas mãos, têm imperfeições muito maiores.

Mas o fato é que a Terra, mesmo sendo um geoide ou um elipsoide (uma esfera achatada nos polos), é ainda mais esférica que a bola mais perfeita. E é enorme. O maior planeta rochoso de todo o Sistema Solar. Artigo de Astronomia no Zênite

 

The Size of Space 
Escalas do Sistema Solar pelo mundo 

Créditos: Costa, J.R.V. Universo em escala. Astronomia no Zênite, 2 mar. 2024. Disponível em: <https://zenite.nu/universo-em-escala>. Acesso em: 17 abr. 2024.
Como citar esta página como uma fonte da sua pesquisa

Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas, ABNT, a forma indicada para mostrar que você pesquisou o artigo contido nesta página é:

 

As referências bibliográficas são importantes não apenas para dar crédito aos autores de suas fontes, mas para mostrar a sua habilidade em reunir elementos que constroem uma boa pesquisa. Boas referências só valorizam o seu trabalho.