Surfshark
Astronomia no Zênite
Sistema Solar

Marte do tamanho da Lua

Você já deve ter recebido o e-mail ou lido o post. Se ainda não, talvez seja só questão de tempo. Desde 2003 o boato vem se espalhando – principalmente no mês de agosto. A mensagem diz que o mundo inteiro irá ver. Marte vai ficar tão grande quanto a Lua Cheia à meia-noite de 27 de agosto. E se você perder esse espetáculo da natureza, jamais verá outro igual em vida.

Oposição de Marte
A OPOSIÇÃO  pode acontecer em diferentes pontos da órbita marciana. Nos melhores Marte pode ficar a 55 ou 56 milhões de quilômetros da Terra.

Nem tão perto

Marte é um planeta vizinho da Terra. Sua órbita é maior e envolve a órbita terrestre. Marte se move mais lentamente que o nosso mundo e por isso leva quase dois anos para completar uma volta ao redor do Sol.

Por causa disso, a cada 26 meses, aproximadamente, a Terra alcança e ultrapassa Marte. Na Astronomia, esse encontro é chamado de “oposição ao Sol” (ou simplesmente “oposição”), porque para ver Marte devemos olhar na direção oposta à nossa estrela: quando o Sol se põe no Oeste, o planeta nasce a Leste e quando é meia-noite, Marte atinge sua altura máxima no céu.

Numa oposição de Marte, esse planeta, a Terra e o Sol ficam praticamente alinhados. Mas nem todas as oposições marcianas são iguais. Como as órbitas da Terra e principalmente de Marte não são círculos perfeitos, esse encontro pode se dar a diferentes distâncias.

Tipicamente, numa oposição bem favorável, a distância entre Terra e Marte fica entre 55 e 56 milhões de quilômetros. Parece muito mas, em média, Marte fica a mais de 200 milhões de quilômetros da Terra.

Visão medonha
VISÃO MEDONHA  Para que ficasse do tamanho da Lua Cheia, Marte teria de se aproximar ameaçadoramente. Foto da Lua: Rick Fienberg; Marte: NASA / J. Bell (Cornell U.) / M. Wolff (SSI).

Cratera lunar

A melhor oposição de Marte foi em 27 de agosto de 2003 (isso mesmo: 2003). Naquela ocasião o “encontro” Terra-Marte foi a 55,7 milhões de quilômetros.

Outra dessas nem pensar – só depois do ano 2200. Por enquanto, comparando a distância de Marte de uma oposição para outra, ela só vem aumentando. Mas é claro que em ano de oposição Marte se aproxima e fica, portanto, maior. Mas quão grande?

Se imaginarmos que de um horizonte a outro contamos 180 graus na abóbada celeste, a Lua Cheia terá cerca de ½ grau de diâmetro.

Na oposição de 2003, Marte atingiu os 25 segundos de arco – isso é 72 vezes menor que a Lua Cheia (meio grau tem 1800 segundos).

Então, se Marte não chegou nem perto do tamanho da Lua na melhor das oposições, por que ficaria agora? Pergunte a quem espalhou o boato! Alguém que, no mínimo, se confundiu todo com a matemática.

A informação correta seria: “em 2003, Marte ficou com 25 segundos de arco, o tamanho de uma cratera da Lua, sendo observável com uma pequena luneta”.

PATRONO
Urania Planetario

Próxima oposição

A mensagem afirmando que Marte ficará do tamanho da Lua Cheia (uma bobagem sem tamanho!) continua circulando, praticamente idêntica a de 2003. É claro que corrigiram o ano. Mas só o ano, a data continua se repetindo, embora, como você pode ver na tabela a seguir, não haverá oposições em agosto por muito tempo.

A próxima oposição do planeta Marte será em 16 de janeiro de 2025. Nessa ocasião, Marte brilhará no alto do céu por volta da meia-noite, nascendo à Leste, logo após o pôr do Sol e seu diâmetro aparente será de 14,5 segundos de arco.

Compare com as outras oposições mostradas na tabela abaixo. O diâmetro do planeta está em segundos de arco e a distância em Unidades Astronômicas, ou U.A. (1 U.A. é a distância média Terra-Sol ou cerca de 150 milhões de quilômetros).

Oposições de Marte entre 2001 e 2020

Compare com o quadro abaixo, que exibe um histórico das oposições marcianas de 1950 a 2061. O Diâmetro do planeta está em segundos de arco e a Distância em Unidades Astronômicas (U.A.) e é possível ordenar os dados pela distância. A tabela indica também a data em que acontece a Maior aproximação (o que não coincide exatamente com a data da oposição). RADec são, respectivamente, a Ascensão Reta e Declinação de Marte na oposição.

OposiçãoRADecMaior aproximaçãoDistânciaDiâmetro
23/Mar/195012h13m+02°20'27/Mar/19500,6514,41"
1/Mai/195214h34m-14°17'8/Mai/19520,5616,8"
24/Jun/195418h12m-27°41'2/Jul/19540,4321,9"
10/Set/195623h26m-10°07'7/Set/19560,3924,7"
16/Nov/195803h25m+19°08'8/Nov/19580,4919,2"
30/Dez/196006h39m+26°49'25/Dez/19600,6115,4"
4/Fev/196309h15m+20°42'3/Fev/19630,6713,9"
9/Mar/196511h25m+08°08'12/Mar/19650,6714,0"
15/Abr/196713h35m-07°43'21/Abr/19670,6015,6"
31/Mai/196916h32m-23°56'9/Jun/19690,4819,5"
10/Ago/197121h27m-22°15'12/Ago/19710,3724,9"
25/Out/197302h00m+10°17'17/Out/19730,4421,8"
15/Dez/197505h29m+26°02'9/Dez/19750,5616,5"
22/Jan/197808h20m+24°06'19/Jan/19780,6514,3"
25/Fev/198010h37m+13°27'26/Fev/19800,6813,8"
31/Mar/198212h43m-01°21'5/Abr/19820,6314,7"
11/Mai/198415h13m+18°05'19/Mai/19840,5317,6"
10/Jul/198619h20m-27°44'16/Jul/19860,4023,2"
28/Set/198800h27m-02°06'22/Set/19880,3923,8"
27/Nov/199004h13m+22°38'20/Nov/19900,5218,1"
7/Jan/199307h19m+26°16'3/Jan/19930,6314,9"
12/Fev/199509h47m+18°10'11/Fev/19950,6713,7"
17/Mar/199711h54m+04°40'20/Mar/19970,6614,2"
24/Abr/199914h09m-11°37'1/Mai/19990,5816,2"
13/Jun/200117h28m-26°30'21/Jun/20010,4520,8"
28/Ago/200322h38m-15°49'27/Ago/20030,3725,1"
7/Nov/200502h51m+15°54'30/Out/20050,4620,2"
24/Dez/200706h12m+26°46'18/Dez/20070,5915,9"
29/Jan/201008h54m+22°09'27/Jan/20100,6614,1"
3/Mar/201211h07m+10°17'5/Mar/20120,6713,9"
8/Abr/201413h14m-05°08'14/Abr/20140,6215,2"
22/Mai/201615h58m-21°39'30/Mai/20160,5018,6"
27/Jul/201820h33m-25°30'31/Jul/20180,3824,3"
13/Out/202001h22m+05°26'6/Out/20200,4122,6"
8/Dez/202204h59m+25°00'1/Dez/20220,54417,2"
16/Jan/202507h56m+25°07'12/Jan/20250,6414,6"
19/Fev/202710h18m+15°23'20/Fev/20270,6813,8"
25/Mar/202912h23m+01°04'29/Mar/20290,6514,5"
4/Mai/203114h46m-15°29'12/Mai/20310,5516,9"
27/Jun/203318h30m-27°50'5/Jul/20330,4222,1"
15/Set/203523h43m-08°01'11/Set/20350,3824,6"
19/Nov/203703h37m+20°16'11/Nov/20370,4918,9"
2/Jan/204006h50m+26°41'28/Dez/20390,6115,3"
6/Fev/204209h25m+19°50'5/Fev/20420,6713,9"
11/Mar/204411h33m+06°56'14/Mar/20440,6714,0"
17/Abr/204613h44m-09°00'24/Abr/20460,6015,7"
3/Jun/204816h45m-24°45'12/Jun/20480,4719,8"
14/Ago/205021h43m-20°44'15/Ago/20500,3725,0"
28/Out/205202h12m+11°58'20/Out/20520,4421,2"
17/Dez/205405h40m+26°20'11/Dez/20540,5716,4"
24/Jan/205708h28m+23°27'21/Jan/20570,6514,3"
27/Fev/205910h44m+12°20'28/Fev/20590,6813,9"
2/Abr/206112h50m-02°38'7/Abr/20610,6314,8"
Doce realidade
DOCE REALIDADE  Mesmo numa oposição exepcional, Marte não passa de um ponto de luz perto do brilho extenso da Lua. Diagrama original de Sky & Telescope: Rick Fienberg.

Pense de novo

Tudo parece um sonho. Ver Marte nascendo do tamanho da Lua, com uma luz avermelhada muito mais intensa que a de um eclipse lunar total.

Mas acredite: é bem melhor realizar esse desejo a bordo de uma nave espacial a caminho do planeta. Para ficar tão grande, Marte teria de estar perto demais.

A Lua é 9 vezes mais leve e 8 vezes menos volumosa que Marte. Se o Planeta Vermelho ficasse tão grande e próximo, sua força gravitacional, somada a da Lua, ergueriam marés violentas o bastante para inundar nossas cidades costeiras duas vezes por dia. Pense de novo. Parece mais um pesadelo. Artigo de Astronomia no Zênite

 

Marte em oposição
Marte: a próxima parada
A órbita de Marte
Marte em números

Publicação em mídia impressa
• Costa, J. R. V. Marte do tamanho da Lua. Tribuna de Santos, Santos, 20 ago. 2007. Caderno de Ciência e Meio Ambiente, p. D-2.
Créditos: Costa, J.R.V. Marte do tamanho da Lua. Astronomia no Zênite, ago. 2007. Disponível em: <https://zenite.nu/marte-do-tamanho-da-lua>. Acesso em: 18 abr. 2024.
Como citar esta página como uma fonte da sua pesquisa

Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas, ABNT, a forma indicada para mostrar que você pesquisou o artigo contido nesta página é:

 

As referências bibliográficas são importantes não apenas para dar crédito aos autores de suas fontes, mas para mostrar a sua habilidade em reunir elementos que constroem uma boa pesquisa. Boas referências só valorizam o seu trabalho.